Brasil registra mais morte do que 63 países juntos

Por Redação

Brasil registrou mais mortes por covid-19 no espaço de uma semana do que outros 63 países juntos

Em apenas uma semana, mais de 5 mil pessoas morreram. Este é o número mais alto desde setembro, segundo dados divulgados pelo Ministério da Saúde.

O Brasil registrou mais mortes por covid-19 no espaço de uma semana do que outros 63 países juntos ao longo da pandemia inteira. Esse grupo de nações soma 634 milhões de habitantes. Entre 14 e 20 de dezembro, 5.233 pessoas morreram no Brasil em decorrência da doença. Foi o número mais alto desde setembro, segundo dados divulgados pelo Ministério da Saúde.

Esse total é superior à soma de mortes registradas desde janeiro em 63 países juntos, entre eles Tailândia, Islândia, Vietnã, Uruguai, Taiwan, Cuba, Botswana, Gabão, Nova Zelândia, Cingapura e Estônia. O mais populoso deles, o Vietnã, tem 97 milhões de habitantes e 35 mortes por covid-19 em 2020. O Brasil tem 212 milhões de habitantes e 189 mil mortes pela doença em 2020.As 5.233 mortes no Brasil em uma semana representam quase o dobro do que o Japão registrou durante a pandemia inteira (2.877). O país asiático tem 126 milhões de habitantes.

Em uma semana, o país registrou 333 mil casos, um recorde desde o início da pandemia. Essa cifra é superior à soma de casos notificados desde janeiro em 76 países.  Até agora, o Brasil registrou 189.220 mortes por covid-19 neste ano. Isso coloca o país em segundo na lista de países com mais óbitos até agora, atrás apenas dos Estados Unidos, com 328 milhões de habitantes e 326.217 mortos.

Nenhum dos dois países adotou medidas severas de distanciamento social, como os lockdowns (bloqueios quase totais à circulação de pessoas e fechamento de lojas, restaurantes etc.).  Logo em seguida aparece a Índia, que tem 1,35 bilhão de habitantes e 146.756 mortes por covid-19. Se a comparação levar em conta o tamanho da população, o Brasil tem a 19º maior taxa, com 89,9 mortes a cada 100 mil habitantes. Os EUA têm 98,65 e a Índia, 10,83.

1 milhão de pessoas internadas

Levantamento da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) aponta que neste ano mais de 1 milhão de pessoas foram internadas com casos confirmados ou suspeitos de covid-19. A título de comparação, o número mais alto dos últimos anos havia sido registrado na pandemia da gripe H1N1, em 2009, com 202 mil hospitalizados com uma doença respiratória grave.

Atualmente, mais de 31 mil pessoas ocupam leitos de hospitais no Brasil, e a situação tem piorado em diversos lugares. Na região Sul do país, o número diário de infecções já superou o primeiro pico da doença, no primeiro semestre. Ao todo, 18 Estados e o Distrito Federal têm alguma região com tendência de aumento nos casos.

CAMINHOS DA HISTÓRIA – Portugal

Por Redação Com sede em Tomar, é especializada em visitas turístico culturais ...

Learn more

Related posts