Marcelo Álvaro Antônio assume o cargo de ministro do Turismo

Por Redação

Ministro ressalta a importância do setor para o desenvolvimento econômico e geração de emprego no Brasil no discurso de transmissão do cargo.

Colocar o turismo no centro da agenda política e econômica do governo. Esta será uma das prioridades da gestão do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, que recebeu o cargo nesta quarta-feira (2) do antecessor Vinicius Lummertz em cerimônia realizada em Brasília. A continuidade de ações e programas que vem gerando resultados, como o Prodetur + Turismo, visto eletrônico, concessões de parques naturais, também estão na agenda do novo titular da Pasta.

 

No discurso de posse, o ministro ressaltou a importância do setor, como um vetor para geração de emprego, renda e desenvolvimento do país. Fez um agradecimento especial ao presidente Jair Bolsonaro pela confiança e disse que, mesmo antes de tomar posse na Presidência, ele já havia demonstrado “grande visão e sensibilidade” com a manutenção do Ministério do Turismo como uma pasta exclusiva na Esplanada dos Ministérios.

 

“Hoje, assumo um dos maiores desafios da minha vida pública e me sinto honrado com a oportunidade de contribuir para este Governo que se inicia e que, certamente, fará mudanças estruturantes em nosso país”, disse Marcelo Álvaro Antônio para uma plateia composta por parlamentares, prefeitos, membros do Conselho Nacional de Turismo e do corpo diplomático, servidores do Ministério do Turismo e da Embratur, de familiares do novo ministro, entre outros.

 

Na presença da mãe Vilma Penido Dias, que integrou a mesa de autoridades, Marcelo Antônio fez uma homenagem ao pai Álvaro Antônio, de quem herdou o nome político, e falou também dos desafios de sua gestão. Entre eles, o de melhor aproveitar as vantagens comparativas do país, reduzir o custo Brasil, dar prosseguimento às ações de ampliação da conectividade aérea, melhorar o ambiente de negócios e incentivar o empreendedorismo com a redução da burocracia. “É hora de transformar todo o vasto potencial do Brasil em retorno econômico”.

 

Ao transmitir o cargo ao novo ministro, Vinicius Lummertz fez um balanço da sua gestão. Apontou como conquistas importantes a implantação do visto eletrônico, com crescimento de 40% na concessão para turistas do Japão, Estados Unidos, Canadá e Austrália; os novos acordos de céus abertos com países como os EUA, Holanda e Grã-Bretanha e a entrada de empresas de baixo custo no país, a edição de Medida Provisória que abre o mercado de aviação a empresas internacionais.

 

O ex-ministro citou ainda a isenção de impostos de importação para parques temáticos, a flexibilização das leis trabalhistas, atribuindo esses avanços ao trabalho conjunto do MTur com as entidades e empresas do setor de turismo. O ex-ministro, nomeado secretário de Turismo do Estado de São Paulo, manifestou ainda “um sentimento de fé nesse novo momento do Brasil”.

 

Cerimônia – Durante a transmissão de cargo ocuparam lugar no palco, além da mãe do novo ministro, o deputado Herculano Passos, presidente da Frente Parlamentar Mista em Defesa do Turismo; o presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Braga de Andrade; o presidente do Conselho de Turismo da Confederação Nacional do Comércio, Alexandre Sampaio, que representou as entidades do setor de turismo.

 

Perfil:

Natural de Belo Horizonte, o deputado federal licenciado tem 44 anos, cursou Engenharia Civil pela UniBH. Ingressou na política em 2012, elegendo-se vereador pelo PRB na capital mineira, mandato que exerceu até 2014, ano em que conquistou pela primeira vez uma vaga na Câmara dos Deputados sendo reeleito em 2018 como o mais votado de Minas Gerais.

 

Em 2015 aderiu à Frente Parlamentar Mista em Defesa do Turismo, que tem a missão de buscar incentivos ao setor e proporcionar a geração de emprego, renda e arrecadação a estados e municípios. O grupo formado por deputados e senadores defendeu bandeiras com o avanço na tramitação de cerca de 50 propostas de interesse do segmento, a atualização da Lei Geral do Turismo, medidas do Plano Brasil + Turismo, a capacitação de mão de obra, a facilitação de vistos a estrangeiros e a liberação de jogos.

 

Também integrou as frentes parlamentares pela Abertura Comercial do Brasil e do Imposto Único Federal, além de destacar-se como membro titular da Comissão Especial da PEC 333/17, que extingue o foro especial a autoridades públicas. Fez parte das comissões de Finanças e Tributação; de Minas e Energia; de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços; de Viação e Transportes; de Desenvolvimento Urbano e de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável.

 

A posse do novo ministro do Turismo ocorrerá nesta terça-feira durante a cerimônia de Posse Presidencial no Palácio do Planalto. Já a transmissão de cargo no MTur está marcada para as 17h desta quarta-feira (02), no auditório do subsolo da sede da Pasta.

Conhecendo o Parque Madureira, no coração do Rio de Janeiro

Por redação No coração da Zona Norte, o terceiro maior parque da cidade. Em Madureira, ...

Learn more

Related posts