Prefeitura do Rio está pronta para o maior Reveillon do Mundo

Por redação

Em entrevista coletiva nesta quarta-feira (27), a Prefeitura do Rio detalhou o esquema operacional de transportes e trânsito para o réveillon. Em Copacabana, onde a queima de fogos vai durar 17 minutos.

No dia 31, devem ser evitados os bairros de Ipanema, Lagoa e Botafogo. A chegada em Copacabana, pede a Prefeitura, deve ocorrer antes de 22h.

 

Também serão montados palcos em nove locais para a celebração da virada do ano, organizados pela Riotur. A Prefeitura, que previa 2 milhões de espectadores, agora estima um público de 3 milhões de pessoas — um recorde.

 

Movimentação de R$ 2 bilhões

A economia do Rio agradece pela chegada dos turistas: neste período de festas, eles vão deixar R$ 2 bilhões na cidade. Na mesma época, em 2016, a taxa de ocupação da rede hoteleira estava em 70%, enquanto este ano já chega a 80%. São esperados 2,7 milhões de turistas na cidade.

 

Pré-Réveillon com Orquestra Tabajara

Já no dia 29, a Orquestra Tabajara realiza um baile pré-reveillon a partir das 21h. “Um grande bailão, com sucessos de 50, 60, 70 e 80. Convido todos a participarem dessa festa” , diz ele.

 

Bloqueios

A partir de 7h do dia 31, serão implantadas as áreas de lazer na Avenida Atlântica, Aterro do Flamengo, Leblon e Ipanema – com bloqueios nas pistas próximas ao mar. Às 15h, a pista junto às edificações da Avenida Atlântica, em Copacabana, também será fechada.

 

No restante do bairro, a partir de 19h, serão instalados 30 pontos de bloqueio para carros de passeio – exceto ônibus e táxi. Às 22h, todo o bairro é interditado.

 

Neste mesmo horário, a enseada de Botafogo será totalmente fechada, inclusive para ônibus e táxi, assim como na Avenida Vieira Souto, em Ipanema.

 

Serão 52 vias com proibição de estacionamento, o que representa cerca de 4 mil vagas a menos na região e, em função disso, a CET-Rio pede que o público utilize o transporte público, preferencialmente o metrô.

 

Uber terá restrição igual a de carros de passeio

Já os moradores de Copacabana devem se preparar para deixar o bairro, caso queiram, antes das 19h do dia 31 e retornar depois das 5h do dia 1° de janeiro. Isto porque o bairro será exclusivo para ônibus e táxi entre 19h e 22h. Depois disso, nem estes veículos poderão circular na região.

 

“O Uber vai estar sujeito a regra dos carros de passeio: vetados após 19h, como qualquer aplicativo, em Copacabana. Táxi pode ir até 22h. O que agente recomenda é que utilize o metrô. Um transporte como este (veículo de passeio), de baixa capacidade, é incompatível em um evento deste”, afirmou o diretor da CET-Rio, Joaquim Dinis.

 

Metrô

Das 7h às 19h do dia 31, o transporte funciona com sua operação comercial. Entre 19h e 0h, somente passageiros com o cartão especial podem embarcar. Neste horário, a Linha 2 funciona direto até a Barra da Tijuca, sem a necessidade da baldeação.

 

A operação especial de volta para casa funciona de 0h às 7h. Neste horário as bilheterias estarão fechadas, ou seja, o cartão deve ser comprado com antecedência. O bilhete de ida e volta custa R$ 8,60. A venda vai até o dia 31 às 21h ou até que terminem os mais de 150 mil ingressos.

 

Os bilhetes são vendidos na Pavuna, Uruguai, Glória, Jardim Oceânico e Central. Nos dois últimos dias do ano, somente na Carioca.

 

Clube do Samba realiza roda de samba com Diogo Nogueira

Por Redação A história que começou nos anos 70 ganha agora um novo capítulo e volta ...

Learn more

Related posts