Browse By

SERGINHO PROCÓPIO, por Marcelo Faria – Copyright 2013 – Portal Sambrasil / Agência Sambrasil

SERGINHO PROCÓPIO, por Marcelo Faria – Copyright 2013 – Portal Sambrasil / Agência Sambrasil
Imagem produzida durante a homenagem à Ala de Compositores Ary do Cavaco da Portela, na quadra da Portela / RJ

Por Marcelo Faria

Imagem produzida durante a homenagem à Ala de Compositores Ary do Cavaco da Portela, na quadra da Portela / RJ

Sérgio Procópio da Silva (Rio de Janeiro, 5 de Dezembro de 1967), é um cantor, compositor, cavaquinista e dirigente de carnaval e brasileiro.

Membro da Velha Guarda da Portela desde o falecimento de seu pai, Osmar do Cavaco, Serginho, além de sua carreira solo e com seu grupo o Tempero Carioca, o sambista, em 2013, foi candidato de oposição à presidência da Portela, sendo eleito com a chapa Portela Verdade, formada por Mestre Monarco e Marcos Falcon. Tornando-se o primeiro presidente de agremiação, realmente sambista por profissão.

Compositor respeitado, tem suas composições gravadas por grandes nomes do samba. Em 1992, Zeca Pagodinho, no disco “Um dos poetas do samba”, lançado pela gravadora RCA, interpretou “Talarico, ladrão de mulher”, parceria de ambos. No ano seguinte, no disco “Alô, mundo”, Zeca Pagodinho incluiu “Mandei um toque” (c/ Espingarda de Xerém e Zeca Pagodinho).

No ano de 1995, o Grupo Fundo de Quintal, em seu disco “Palco iluminado”, incluiu de sua autoria “Vem me dar um beijo”, em parceria com Moisés Santiago e Alexandre Silva. Em 2010 participou da gravação do CD “Roda de samba de partido alto”, ao lado de Marquinhos China, Tiago Mocotó e Renatinho Partideiro. O disco, produzido por Tuninho Galante, foi gravado ao vivo como registro para a filmagem de um documentário de Luiz Guimarães de Castro sobre o gênero partido alto. O lançamento do CD ocorreu no projeto “Sete em Ponto”, realizado no Teatro Carlos Gomes, no Rio de Janeiro.

Em 2011 apresentou-se no evento “Batuque da Tijuca”, realizado no Centro Municipal de Referência da Música Carioca Artur da Távola (CMRMC), dirigido pelo músico Cláudio Jorge. Nesse mesmo ano apresentou-se no palco do Teatro Rival, no Rio de Janeiro, em show de lançamento do CD “Samba pro povo cantar”, disco de inéditas do compositor, que contou com a participação de Zeca Pagodinho na faixa “Deixa de fazer hora”. Esse show de lançamento inaugurou o evento mensal “Roda de Samba com Serginho Procópio”, no qual recebeu como convidados a cantora Zezé Motta e a Velha Guarda da Portela.

Daí vieram outros projetos, como a roda de samba “Samba do Presidente”, além do sucesso constante com o Tempero Carioca, que lota todas as casas de espetáculos por onde passa. Além de terem participado do projeto “Samba da Boa”, em comemoração aos 100 anos do Samba.

 

Samba na Fonte comemorou seus 10 anos com lançamento de CD no Teatro Rival

Por Marcelo Faria Fotos por Marcelo Faria e Mariana Campos O Movimento de Compositores ...

Learn more