Browse By

MAURO DINIZ, por Marcelo Faria – Copyright 2013 – Portal Sambrasil / Agência Sambrasil

MAURO DINIZ, por Marcelo Faria – Copyright 2013 – Portal Sambrasil / Agência Sambrasil
Imagem produzida durante o lançamento do DVD “O Samba pede passagem – Ao vivo, na quadra da Portela/RJ

Por Marcelo Faria

Imagem produzida durante o lançamento do DVD “O Samba pede passagem – Ao vivo, na quadra da Portela/RJ

Mauro Diniz (Rio de Janeiro, 1952) é um arranjador, compositor, músico, cantor, compositor brasileiro e instrumentista.

Nascido no bairro de Oswaldo Cruz, um dos mais tradicionais bairros do samba carioca, ainda criança Mauro Diniz passou a seguir os passos do pai, impressionando a todos com seu talento no cavaquinho. Aos oito anos de idade, escrevendo paródias das letras de seu pai, o consagrado Mestre Monarco, ganhou um violão de presente de sua mãe, Thereza, uma das “pastoras” da Velha Guarda da Portela.

Mauro iniciou sua carreira no início dos anos 80, tocando com sua banda Sambrasil pelas noites carioca, foi em conjunto, construindo uma carreira sólida como compositor e instrumentista, tanto que no ano de 1983 o grupo Fundo de Quintal incluiu uma composição de sua autoria “Te gosto” (c/ Adilson Victor) no disco “Nos pagodes da vida”.

Em 1985, a RGE o convidou para gravar no LP “Raça brasileira”, junto com Jovelina Pérola Negra, Pedrinho da Flor, Zeca Pagodinho e Elaine Machado. O disco foi um sucesso de vendas e execução nas rádios. No ano seguinte, Zeca Pagodinho no primeiro LP, pela RGE, incluiu de sua autoria “Cheiro de saudade” (c/ Sereno), faixa que contou com participação especial de Ana Clara.

O Portal Sambrasil – www.sambrasil.net , tem este nome, pois além da sonoridade do nome, foi a primeira banda profissional, do sambista Mauro Diniz, o qual o jornalista Marcelo Faria é fã e o tem com um dos seus ídolos no samba.

Em 2011 recebeu, na 22ª edição do “Prêmio da Música Brasileira”, o prêmio de “Melhor Canção” pela música “Dolores e suas desilusões”, composição de sua autoria em parceria com seu pai Monarco, que está no álbum “Vida da minha Vida” de Zeca Pagodinho. Nesse mesmo ano participou da primeira edição do show do projeto “Samba Social Clube” realizado no Sítio Palmares, em Niterói, ao lado de Teresa Cristina e seu irmão, Marquinhos Diniz, um dos responsáveis pelo evento. Os artistas foram acompanhados pelos músicos do grupo “O som do samba” formado por Fernando Brandão (cavaquinho, voz e direção musical), Bruninho (cavaquinho), Whatson Cardoso (clarinete e sax), Nina Wirtti (voz), Mônica Mac (voz), Rafael Malmith (violão de sete cordas), Junior Fiapo (violão e voz), Mingo (surdo e voz), Alexandre Chacrinha (tantan e voz) e Rafinha (percussão).

Em 2012 apresentou-se na Cidade do Samba, no Rio de Janeiro, para a gravação do DVD “Família Diniz – um coração azul e branco”, unindo três gerações da família Diniz, seu pai Monarco, seu irmão Marquinhos Diniz e sua filha Juliana. O show contou a participação de Zeca Pagodinho, Arlindo Cruz e seu filho Arlindinho, Dorina e a Velha Guarda da Portela. A música “Família Diniz”, de sua autoria, abre o show, cujo repertório incluiu também a inédita “Flores em vida”, que Marquinhos compôs em homenagem a Monarco.

Em 2013 gravou o DVD “O Samba pede passagem – Ao vivo” e fez o lançamento no mesmo ano, com um grande show na quadra do GRES Portela.

Mussum Forévis – Samba, Mé e Trapalhões

Por Redação O Portal Sambrasil disponibiliza em sua coluna BiblioSamba, a primeira ...

Learn more