Browse By

Mangueira fecha os desfiles do carnaval 2017 do Grupo Especial

Por Gilvan Lopes e Carol Ferreira

Fotos por Mariana Barcellos e Marcelo Faria

Suporte Técnico: Julia Fernandes

Editor Chefe: Marcelo Faria

A Mangueira, atual campeã, realiza seu desfile fechando os desfiles na Marques de Sapucaí pelo grupo Especial. Com o enredo “Só Com a Ajuda do Santo”, mostrando como o brasileiro lida com a religiosidade, desenvolvido pelo carnavalesco, Leandro Vieira.

O Portal de Notícias Sambrasil – www.sambrasil.net acompanhou de perto do o desfile da Estação Primeira de Mangueira.

Foi mais uma das poucas escolas que passaram pela a Avenida sem atropelos e com tranquilidade. Fato este que a credencia ao bicampeonato.

Ouça o samba:

{play}audios/liesa1_mangueira2017.mp3{/play}

Compositores: Lequinho, Júnior Fionda, Flávio Horta Jr, Gabriel Martins e Igor Leal

Mangueira… Eu já benzi minha bandeira

Bati três vezes na madeira

Para a vitória alcançar

No peito patuá, arruda e guiné

Para provar que o meu povo nunca perde a fé

A vela acesa pro caminho iluminar

Um desejo no altar, ou no gongá

Vou festejar com a divina proteção

Num céu de estrelas enfeitado de balão

É verde e rosa o tom da minha devoção

Já virou religião

O manto a proteger, Mãezinha a me guiar

Valei-me meu Padim onde quer que eu vá

Levo oferendas a Rainha do Mar

Inaê, Marabô, Janaína

Abriram-se as portas do céu, choveu no roçado

Num laço de fita a menina pediu comunhão

Bala, cocada e guaraná pro Erê

Meu padroeiro irá sempre interceder

Clareia… Tenho um guerreiro a me defender

Firmo o ponto pro meu orixá (no terreiro)

Pelas matas eu vou me cercar (mandingueiro)

Me, marafo e abô…

Só com a ajuda do santo eu vou

(confirmar meu valor)

O morro em oração, clamando em uma só voz

Sou a Primeira Estação, rogai por nós!

O meu tambor tem axé Mangueira

Sou filho de fé do Povo de Aruanda

Nascido e criado pra vencer demanda

Batizado no altar do samba

Ficha técnica:

Fundação:      28 de abril de 1928 (88 anos)

Cores: Verde e Rosa

Símbolo:         Um tambor surdo com ramos de louro em volta

Bairro: Mangueira

Presidente:     Chiquinho da Mangueira

Presidente de honra:  Nelson Sargento

Carnavalesco:            Leandro Vieira

Intérprete oficial:        Ciganerey

Diretor de harmonia:  Dimichel Velasco e Sérgio Lucchesi

Diretor de bateria:      Rodrigo Explosão e Vítor Art

Rainha da bateria:      Evelyn Bastos

Mestre-sala e porta-bandeira:           Matheus Olivério e Squel Jorgea

Coreógrafo:    Júnior Scapin

Desfile de 2017

Enredo:           Só com a ajuda do santo

Paulinho Mocidade lança o CD Como é Bom em Bangu

Por Redação Chegou a hora! Nesta quinta-feira (07/06), às 20h, no Theatro Bangu ...

Learn more