Browse By

Liga SP abriu os portões do Sambódromo para os ensaios técnicos, neste sábado (20)

Por: Redação

Crédito das Fotos: Marcelo Messina/Liga SP

 Liga SPRumo ao maior Carnaval do Brasil, sacudiu o público durante todo o sábado (20 de janeiro), no Sambódromo do Anhembi com a apresentação de mais ensaios técnicos das dez agremiações: Uirapuru da Mooca, Camisa 12, Amizade Zona Leste, Leandro de Itaquera, X-9 Paulistana, Tom Maior, Unidos do Peruche, Mancha Verde, Camisa Verde e Branco, Barroca Zona Sul.

A tarde que começou ensolarada recebeu o presidente da Uirapuru da MoocaSidnei Aguilera, acompanhado dos seus 450 componentes e a Rainha de Bateria Milena Cristina neste lindo ensaio técnico.

O enredo da escola foi movido pela crença dos antigos ancestrais “O suntuoso voo do Uirapuru pelos reinos das 3 Deusas Africanas”, composto por Ademarzinho do Cavaco, Erick Sapão, Walld Ornar, Rafa Neves, Hans Magalhães, Wllllam Cabello e Chitão Martins, interpretação deAdeilton.

Logo depois, mesmo sob forte chuva, os 450 componentes e a Rainha de Bateria da Camisa 12, Vanessa Alves fizeram uma saudação à São Jorge, o Santo das 3 religiões”, na composição musical de Capão, Xuxa do Cavaco, Rodrigo Bola, Neuber André, Digo Sá, Tchelo, e voz de Leo Reis.

presidente da agremiação Eder Francisco contou que todos vem desempenhando um ótimo trabalho com muito respeito, e analisou este ensaio técnico como “um grande teste, um grande termômetro para o nosso desfile”.

 A porta do samba abriu para a Amizade da Zona Leste revelar os segredos com o enredo “A Chave”, composto por Daniel Lemes, interpretada pela dupla Chitão e Xande, e coreografada pelos 500 componentes que levaram carisma e animaram a plateia presente.

O atual presidente da agremiação, Marcelo Mauá, contou que estes ensaios são fundamentais para tornar este momento histórico e realizar “no desfile oficial a melhor performance possível”.

A mensagem de laços de amizade ecoou no Sambódromo do Anhembi através da agremiação Leandro de Itaquera com o enredo “A Celebração da Solidariedade no Mundo. Onde há necessidade há um Leão”, composta por Rogerio Papa, André Ricardo, Paulinho da Leandro, Elias Aracati, Moacir Oliveira, Musa, Silvio Branco, Inanildo Velha Guarda, Mauro Lúcio Silva, Guilherme Napoleão e Luciane Albuquerque, e sob a liderança vocal de Juninho Branco.

presidente e fundador da escola, Leandro Alves Martins (Seu Leandro), participou ativamente e bem emocionado desse ensaio técnico realizado pelos seus 800 componentes e da participação da Rainha de Bateira Kaluanav nesta incrível magia do carnaval.

A cuíca vibrou com o ensaio da X-9 Paulistana explorando os provérbios brasileiros com o enredo ““A voz do samba é a voz de Deus. Depois da tempestade, vem a bonança!”, na composição musical de Jair Roberto, Vaguinho, Rapha SP, Fabinho NT, Marcelo Lepiane, Salgado, Vitor, Fábio Blanco, Nando e Fernandinho SP, e interpretação de Darlan Alves.

A escola, comandada pelo presidente Ailton Martinelli (Branco), ocupou a pista com seus 1.500 mil componentes, e o samba no pé da Rainha de Bateria Juju Salimeni e da Madrinha Tarini Lopes.

A presidente da Tom Maior, Luciana Silva, assistiu ao ensaio técnico com o envolvimento da Rainha de Bateria Pâmella Gomesda Madrinha Andréia Gomes, além de aproximadamente 1.700 mil componentes, com parte da ala já com trajes de época, para contar a história do enredo “O Brasil de duas Imperatrizes: De Viena para o novo mundo, Carolina Josefa Leopoldina; de Ramos, Imperatriz Leopoldinense”, composta porMaradona, Amós Turko, Rafa do Cavaco, José Ricardo, Leo Reis e Celsinho Mody, e na voz de Bruno Ribas.

Nesta primeira apresentação da agremiação no Sambódromo, a contagiante presidente Luciana explicou que o “primeiro ensaio técnico é muito importante para analisar o rendimento, o quanto fluiu [durante os treinos na quadra e na rua]. Aqui é o termômetro para sabermos se estamos no caminho certo ou se temos que mudar tudo em um tempo muito curto”, concluiu ela.

A programação continuou com os 2.500 mil componentes da Unidos do Peruche mostrando que tem samba no pé com o enredo “Peruche celebra Martinho. 80 anos do Dikamba da Vila”, através dos compositores Jairo Roizen, Toninho Penteado, Ronny Potolski, Émerson Brasa, Sukata, Nando do Cavaco, Morganti, André Filosofia, Claudinho, Diley Machado, Tavares, Alcides Júnior, André Valêncio, Sérgio VJS, Butti, Marcelo Vila Isa, Evandro Mallandro, Leandro Bata´s, Tubino, Alberjan, Jr Fragga, Leo Rodrigues, Rogério Acioli, Meiners e Victor Alves, e interpretação deToninho Penteado.

O presidente Sidney de Moraes (Ney) esteve presente para acertar alguns detalhes, adiantou que no dia do desfile haverá “grandes alegorias e fantasias luxuosas” para exibir um excelente espetáculo a céu aberto, apontou dele.

Rainha de Bateria da Mancha VerdeViviane Araújo, e os 1.800 mil componentes pisaram na avenida para eternizar e ecoar o enredo “A amizade. A Mancha agradece do fundo do nosso quintal”, composta por Sereno, Marcelo Casa Nossa, Darlan Alves, R Silva, R Minuetto, Vitor Gabriel e Gui Cruz, interpretação de Fredy Vianna com participação especial do grupo de samba Fundo de Quintal, que também está na faixa doCD Sambas de Enredo Carnaval SP 2018.

presidente da agremiação, Paulo Rogério de Aquino (Paulo Serdan), considerou este segundo ensaio para correções de pequenos detalhes que ficaram despercebidos anteriormente.

A avenida ainda recebeu a Camisa Verde e Branco para mais um ensaio com seus 800 componentes, a Rainha de Bateria Carol Amaral, aRainha Juvenil Ariê Suyane, e as Musas Sheila Neves e Camila Prins representando o enredo homenagem intitulado “100% Camisa Verde & Branco Carnavalizando Mário de Andrade. O berço do samba, o poeta e o herói na pauliceia desvairada”, composto por Dennis Patolino, Guilherme Garoa e Victor 7, e interpretação de Nêgo.

presidente da escola, Hervando Luiz Velozo, disse que no outro momento do ensaio os integrantes “vieram tímidos e mesmo sabendo cantar o samba [de enredo] muito não cantaram”, então este foi o momento de mostrar confiança e bravura através do canto.

A festa terminou com o último ensaio realizado na madrugada pela Barroca Zona Sul contando os primórdios do “Carnevale. A magia da folia”, na composição musical de Sukata, Morganti, Jairo Roizen, Willian Tadeu, André Filosofia, André Valêncio, Robson Cezar e Tubino Meiners, e na voz de Pixulé.

A expectativa do presidente Ewerton Rodrigo Ramos Sampaio (Cebolinha) foi apresentar um ensaio ainda melhor e aperfeiçoar as questões de “espaçamento e evolução” dos seus 1 mil componentes que estiveram na pista, além da interação da Rainha de Bateria Talita Vicente Soares, Rainha Mirim Raíssa Moreira, e as Musas Michele Mayara, Thaís Seixas Fiama Amorim mais uma vez animadas na pista.

Ao longo de todos ensaios técnicos o público também pode aproveitar para adquirir os CD’s Sambas de Enredo Carnaval SP 2018, que estão à venda durante os ensaios técnicos, na Loja da Liga SP (montada na concentração – portão 29, do Sambódromo do Anhembi). O álbum duplo (Grupo Especial e de Acesso) está à venda por R$30,00 e o disco do Grupo de Acesso 2 por R$15,00.

Veja a galeria de fotos dos ensaios:

 Sobre a Liga SP:

A Liga SP, órgão civil responsável pela organização dos desfiles oficiais da cidade de São Paulo, foi fundada em 19 de junho de 1986, num momento em que o Carnaval de São Paulo ganhava cada vez mais proporção e amadurecimento.

Naquele momento, entendeu-se a necessidade de criar uma organização capaz de planejar, estruturar e executar com dedicação integral os desfiles. Desde então, a Liga SP trabalha para que o concurso ganhe cada vez mais visibilidade e respeito, consolidando-se como evento oficial no calendário de São Paulo.

Site: https://www.ligasp.com.br

Facebook: https://www.facebook.com/ligaspoficial

Instagram: www.instagram.com/ligacarnavalsp

Twitter: https://twitter.com/ligacarnavalsp

Mussum Forévis – Samba, Mé e Trapalhões

Por Redação O Portal Sambrasil disponibiliza em sua coluna BiblioSamba, a primeira ...

Learn more