Browse By

Gisa Nogueira – CD Do jeito que vem

Por Marcelo Faria

Fotos por Gabriel Chagas e Pat Duarte

Após 32 anos sem gravar, minha querida amiga Gisa Nogueira, lançou o CD “Do jeito que vem”, no Teatro Rival. O Portal de Notícias Sambrasil prestigiou o show de lançamento, a veterana sambista tem DNA da família Nogueira, irmã do saudoso mestre João Nogueira. Isso é motivo para muita celebração no mundo do samba. Filha de Neuza, cantora amadora e de Joao Batista Nogueira, o “Mestre” do violão, como era chamado pelos batutas Pixinguinha e Donga, a cantora e compositora faz parte da alta nobreza do gênero.

Neste CD ela faz uma viagem por vários gêneros musicais, sempre privilegiando o bom gosto de suas canções e composições.

Ao lado de seu irmão João Nogueira e de outros nomes importantes do segmento, foi uma das fundadoras do Clube do Samba, em 1979, movimento que ajudou a revitalizar o gênero que estava desprestigiado naquela época. Cantora e compositora, num ambiente historicamente machista, onde as mulheres estavam relegadas as funções “pastoras” e cozinheiras, Gisa sempre pontilhou ao lado de outros ícones de saias, como Dona Ivone Lara e Lecy Brandão, que, nao por acaso, estão a seu lado na contracapa do CD. DO JEITO QUE VEM, nome de seu esmerado trabalho, lançado pela Cedro Rosa ( contato@cedrorosadigital.com.br) , além de um repertório de primeira linha, que apresenta músicas suas ou em parceria com seu pai, Joao Batista Nogueira, Paulo Cesar Feital e Celso Lima, traz um primoroso encarte com todas as letras e partituras, um fato raro nesses tempos digitais, cujo designer é de Fernando Ebert.

O belíssimo texto de apresentação de Aldir Blanc dá o tom e o andamento da personalidade e do talento da cantora e compositora, calma e reservada, modesta ( qualidade quase inexistente no mundo do selfie-se quem puder , das mídias sociais e autopromoção. Neuza e Joao Batista Nogueira, pais de Gisa e Joao Nogueira Aldir lembra outra vertente artística de Gisa, a pintura, atividade a qual se dedica com igual destreza. “Nogueira de lei, Gisa fica entre outras árvores sem se fazer notar até que, num belo dia, resplandece com folhas luminosas, frutos de ouro e sementes que germinam para sempre. O bonito é que o segredo dessa fertilidade singular é a simplicidade”, finaliza Aldir Blanc, em sua certeira definição. Parte do release escrito por Tuninho Galante – Cedro Rosa.

Ficha Técnica:

Título CD: Do Jeito que Vem

Gravadora: Cedro Rosa ( contato@cedrorosadigital.com.br)

Prudução executiva – Didu Nogueira Direção musical: Afonso Machado Assistente de direção: Tiago Machado Técnico de gravação: Alexandre Freitas Mixagem: Alexandre Freitas e Amaro Moço Masterização: Carlos Machado (Estúdio Castelo) Fotos: Pat Duarte Capa: Fernando Ebert

Músicos: Jorge Simas (violão 7 cordas), Tiago Machado (violão 6 cordas), Alceu Maia (cavaquinho), Afonso Machado (bandolim), Dirceu Leite (saxofone, clarinete, clarone e flauta), Sérgio Castanheira (trombone), Marcelo Pizzoti ( percussão). Participações especiais Luciana Rabello (cavaquinho), Celso Lima ( violão ) e Wanderson Martins ( cavaquinho)

Repertório

1- PRODUTO DE UM BRASIL MULATO (GISA NOGUEIRA) Arranjo: Afonso Machado, Dirceu Leite (flauta) Tiago Machado (violão) Jorge Simas (7 cordas), Alceu Maia (cavaquinho), Marcelo Pizzotti e Marco Basílio (percussão)

2- MALANDRA DE CALÇADA (GISA NOGUEIRA) Arranjo: Afonso Machado, Dirceu Leite (flauta e clarinetes) Tiago Machado (violão) Jorge Simas (7 cordas), Alceu Maia (cavaquinho), Marcelo Pizzotti e Marco Basílio (percussão)

3- VELHO MALANDRO (GISA NOGUEIRA) Arranjo: Afonso Machado, Dirceu Leite (clarinete) Tiago Machado (violão) Jorge Simas (7 cordas), Alceu Maia (cavaquinho), Marcelo Pizzotti e Marco Basílio (percussão)

4- CALÇA FROUXA (GISA NOGUEIRA) Arranjo: Tiago Machado, Dirceu Leite (flauta e sax alto), Sérgio Castanheira (trombones) Tiago Machado (violão) Jorge Simas (7 cordas), Alceu Maia (cavaquinho), Marcelo Pizzotti e Marco Basílio (percussão)

5- NO MAXIXE ( GISA NOGUEIRA) Arranjo: Afonso Machado, Luciana Rabello (cavaquinho) Dirceu Leite (flauta e sax tenor) Tiago Machado (violão) Jorge Simas (7 cordas), Marcelo Pizzotti e Marco Basílio (percussão)

6- EMPÓRIO BRASILEIRO (GISA NOGUEIRA/PAULO CESAR FEITAL) Arranjo: Afonso Machado, Afonso Machado (bandolim), Tiago Machado (violão), Jorge Simas (7 cordas)

7- O QUE SERÁ A LUCIDEZ (GISANOGUEIRA/CELSO LIMA) Arranjo: Wanderson Martins e Celso Lima, Dirceu Leite (flauta e sax soprano), Wanderson Martins (cavaquinho), Celso Lima (violão) Tiago Machado (violão) Jorge Simas (7 cordas), Marcelo Pizzotti e Marco Basílio (percussão)

8- VALSINHA PRÁ NEUSA (GISA NOGUEIRA/JOÃO BAPTISTA NOGUEIRA,pai ) Arranjo: Jorge Simas, Jorge Simas (violões)

9- TEMPO FALSO (GISA NOGUEIRA) Arranjo: Tiago Machado, Dirceu Leite (sax alto, sax tenor) Tiago Machado (violão) Jorge Simas (7 cordas), Alceu Maia (cavaquinho), Marcelo Pizzotti e Marco Basílio (percussão)

10- PRIMEIRO BAR (GISA NOGUEIRA) Arranjo: Jorge Simas, Dirceu Leite (flauta), Jorge Simas (7 cordas)

11- ESSA RUGA (GISA NOGUEIRA) Arranjo: Afonso Machado, Dirceu Leite (clarone), Afonso Machado (bandolim), Tiago Machado (violão)

12- A CASA DO ALFREDO (GISA NOGUEIRA) Arranjo: Afonso Machado, Afonso Machado (bandolim), Dirceu Leite (flauta) Tiago Machado (violão) Jorge Simas (7 cordas), Alceu Maia (cavaquinho), Marcelo Pizzotti e Marco Basílio (percussão)

13- TERNO BRANCO (GISA NOGUEIRA) Arranjo: Afonso Machado, Afonso Machado (bandolim), Dirceu Leite (flauta) Tiago Machado (violão) Jorge Simas (7 cordas), Alceu Maia (cavaquinho), Marcelo Pizzotti e Marco Basílio (percussão)

14- A FORÇA DOCANTO (GISA NOGUEIRA) Arranjo: Afonso Machado, Sérgio Castanheira (trombone) Tiago Machado (violão) Jorge Simas (7 cordas), Alceu Maia (cavaquinho), Marcelo Pizzotti e Marco Basílio (percussão)

Carnavália-Sambacon 2017: venda de ingressos para a feira já começou

Por Redação A quarta edição da Carnavália-Sambacon já se aproxima e, para maior ...

Learn more