Browse By

DONA IVONE LARA, por Marcelo Faria – Copyright 2014 – Portal Sambrasil / Agência Sambrasil

DONA IVONE LARA, por Marcelo Faria – Copyright 2014 – Portal Sambrasil / Agência Sambrasil
Imagem produzida durante show no Teatro Rival/RJ em homenagem aos seus 93 anos

Por Marcelo Faria

Imagem produzida durante show no Teatro Rival/RJ em homenagem aos seus 93 anos

Yvonne Lara da Costa (Rio de Janeiro, 13 de abril de 1921) é uma cantora e compositora brasileira, é a matriarca do samba, também chamada de A Rainha do Samba.

Dona Ivone foi a primeira filha da união entre a costureira Emerentina Bento da Silva e José da Silva Lara. Paralelamente ao trabalho, ambos tinham intensa vida musical: ele era violonista de sete cordas e desfilava no Bloco dos Africanos; ela era ótima cantora e emprestava sua voz de soprano a ranchos carnavalescos tradicionais do Rio de Janeiro, como o Flor do Abacate e o Ameno Resedá – nos quais Seu José também se apresentava. Formada em Enfermagem, com especialização em Terapia Ocupacional, foi uma profissional na área até se aposentar em 1977. Nesta função trabalhou em hospitais psiquiátricos, onde conheceu a Dra. Nise da Silveira.

Casou-se aos 25 anos de idade com Oscar Costa, filho de Afredo Costa, presidente da escola de samba Prazer da Serrinha, com quem teve dois filhos, Alfredo e Odir. Foi no Prazer da Serrinha onde conheceu alguns compositores que viriam a ser seus parceiros em algumas composições, como Mano Décio da Viola e Silas de Oliveira.

Compôs o samba Nasci para sofrer, que se tornou o hino da escola. Com a fundação do Império Serrano, em 1947, passou a desfilar na ala das baianas. E também Compôs o samba Não me perguntes, mas a consagração veio em 1965, com Os cinco bailes da história do Rio quando tornou-se a primeira mulher a fazer parte da ala de compositores de escola de samba. Parceria do saudoso Délcio Carvalho em inúmeros sucessos.

Em 2010, Dona Ivone foi a homenageada na 21ª edição do Prêmio da Música Brasileira.

No ano de 2012, Dona Ivone foi homenageada pelo Império Serrano, no Grupo de Acesso, com o enredo “Dona Ivone Lara: O enredo do meu samba”.

Em 2014 Dona Ivone foi a homenageada na 19ª edição do Trem do Samba em dezembro de 2014. Um mês antes, Dona Ivone participou do primeiro dia de gravações do “Sambabook” em homenagem à sua carreira da gravadora Musickeria. Cantores como Beth Carvalho, Maria Bethânia, Elba Ramalho, Criolo, Zeca Pagodinho, Martinho da Vila, Arlindo Cruz, Adriana Calcanhoto e Zélia Duncan fizeram versões de canções de Dona Ivone, enquanto a própria gravou com Diogo Nogueira uma canção inédita, composta com seu neto André.

Em 2015, entrou para a lista 10 Grandes Mulheres que marcaram a História do Rio.

 

O dramaturgo Dias Gomes é o enredo da Unidos de Padre Miguel

Por Redação A Unidos de Padre Miguel, escola da Série A do Carnaval carioca, ...

Learn more
error

Gostou do Portal Sambrasil? Então siga-nos e inscreva-se!