Browse By

Cubango é a segunda agremiação a desfilar neste sábado

Por Gilvan Lopes

Fotos por Mariana Barcellos, Júlia Fernandes e Marcelo Faria

Suporte Técnico: Julia Fernandes

Editor Chefe: Marcelo Faria

Com o enredo “Versando Nogueira nos cem anos do ritmo que são nó na madeira”, desenvolvido pelo carnavalesco, Lúcio Sampaio, fará uma grande homenagem ao saudoso Mestre João Nogueira.

O Portal de Notícias Sambrasil – www.sambrasil.net conversou com “Pelé”, presidente da escola. “- Como em todos os anos, realizamos desfiles para ser campeã. E este ano não será diferente, ainda mais, acima de tudo, com um enredo maravilhoso e um trabalho de barracão sensacional que fizemos.”.

Na sinopse do enredo, descrita em primeira pessoa, conseguimos ver a trajetória de João com o centenário do Samba: “O samba é nó na madeira, é jaqueira, mangueira, salgueiro, tamarindeira, árvores de frutos melodiosos que, durante um século, danaram de versar de modos incontáveis sobre o Brasil grande e miscigenado. Ninguém aguenta a força de um samba, não. É também, modéstia à parte, uma nogueira, ou melhor, um certo Nogueira que agora se exibe, e cá misturo os gêneros masculino e feminino ao tratar deste tronco aqui, forte e boêmio, que enxergou lá longe e do alto o tamanho do ritmo casamenteiro de favela com asfalto. Eu mesmo, João Nogueira, sambista de calçada da melhor cepa, lenha na fogueira acesa no limiar dos altos e baixos da cidade, vivi quase 60 dos 100 anos do samba, mas retratei de alma sua história inteirinha. Hoje, o ritmo mira o espelho e enxerga no reflexo seu próprio antepassado de lutas e glória, na carona de inspiração minha. Se a mim, logo cedo, faltou o velho, também o samba se ressentiu da falta de pai presente a todo tempo, mesmo misturado de fundo e alma em sua formação. Seguiu marginal, levando porrada do poder vigente, correndo do camburão, mas foi assim crescendo, se criando sozinho, beijando poetas a perder de vista, habituado com o adverso, este que em tantas e tantas machucou seus versos.

Os Coreógrafos da Comissão de Frente da verde e branco, Hélio Bejani e Beth Bejani, falaram ao Portal de Notícias Sambrasil: “Nossa fantasia conta a história do enredo: fala da vida, obra, e realizações do João Nogueira”, disse Hélio; enquanto Beth, ressaltou a preparação do grupo que se apresentará: “Ensaiamos muito, e a coreografia é exatamente como idealizamos, tenho certeza que faremos um grande desfile”.

O intérprete Hugo Junior, falou também conosco: “Quando toca a sirene e começa o o desfile, fico muito emocionado, é de arrepiar; me preparei bem, descansei, me alimentei bem, relaxei, e agora estou preparado pra comandar o Carro de Som da escola, e vou dar tudo de mim para que a Cubango brilhe na Sapucaí”.

Ouça o samba:

{play}audios/lierj06_academicoscubango.mp3{/play}

Compositores: Gabriel Martins / Ronaldo Bello / Rafael Coutinho / Robson Ramos / Sérgio Careca / Demá Chagas / Alessandro Falcão / Vinicius Xavier / Thiago Farias / Duda / Lequinho / Fadico / Junior Fionda / Neyzin

VAI MINHA INSPIRAÇÃO

COM PRAZER SOU JOÃO

UM CERTO NOGUEIRA

SOU RESISTÊNCIA A CORRER NAS VEIAS

E POESIA FEITO “LENHA NA FOGUEIRA”

EM TEMPOS DE VERSOS AÇOITADOS

BATUQUE ACORRENTADO

MEU SAMBA NÃO SE CALOU

REINANDO NO AUGE DO SEU CENTENÁRIO

ELE É IMORTALIZADO

VEM MOSTRAR O SEU VALOR

QUEBRAM-SE AS CORRENTES DO PASSADO

HOJE O SAMBA É MAGISTRADO

TEM DIPLOMA DE DOUTOR

A CURA DA MENTE E DO CORAÇÃO

É O PODER DA CRIAÇÃO

NESSE TERREIRO TEM CLARA GUERREIRA

“BATUCAJÉ” NÃO É BRINCADEIRA

FIRMEI O PONTO NO CANTO DE UM “SABIÁ”

TEM AXÉ PRA ILUMINAR A FORÇA NO MEU CAMINHAR

LÁ NO CÉU TUA FÉ QUE ME FEZ SONHAR

E DE JOELHOS SAUDEI O MEU ORIXÁ

“POR ONDE ANDARÁS” MORENA?

CABROCHA QUE ROUBOU MEU CORAÇÃO

“RESTOU ESSA SAUDADE” DA PEQUENA

E O “CONSOLO DO ANTIGO VIOLÃO”

E É POR ISSO QUE EU VIVO NO CLUBE DO SAMBA

EM TERREIROS DE BAMBAS A CANTAR

NUM BEIJO APAIXONADO DE OSWALDO CRUZ EM MADUREIRA

NASCIA UM VERDADEIRO AMOR

NAS ASAS DE UMA ÁGUIA ALTANEIRA

A VIDA É UM DOM DE DEUS

SE O ESPELHO É BOM NINGUÉM JAMAIS MORREU

VOU VIVER PRA SEMPRE NESSE MANTO

EXISTIR NESSE AZUL REPOUSAR NO TEU CANTO

ÔÔ… EU SOU O ESPELHO DO ESPELHO QUE NÃO QUEBROU

ÔÔ… CUBANGO É NÓ NA MADEIRA

O dramaturgo Dias Gomes é o enredo da Unidos de Padre Miguel

Por Redação A Unidos de Padre Miguel, escola da Série A do Carnaval carioca, ...

Learn more
error

Gostou do Portal Sambrasil? Então siga-nos e inscreva-se!