Browse By

Conheça A Sebastiana

Por Redação

A Sebastiana – Associação Independente dos Blocos de Carnaval de Rua da Zona Sul, Santa Teresa e Centro da Cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro, foi fundada em 2000 e reúne alguns dos mais tradicionais blocos de rua da cidade. Foi a primeira associação de blocos formada no período pós-ditadura, com blocos que surgiram nos primeiros ventos da abertura política nos anos de 1980 e outros que surgiram na década seguinte.

 

A história começa com uma reunião realizada no Bar Bip Bip, conhecido reduto de sambistas, jornalistas e músicos em Copacabana. O motivo era uma entrevista conjunta para o Jornal do Brasil. Estavam lá representantes do Simpatia É Quase Amor, Suvaco do Cristo, Bloco do Barbas, Bloco de Segunda, Imprensa Que Eu Gamo, Escravos da Mauá, Carmelitas, Meu Bem Volto Já, Bip Bip e Clube do Samba.

 

Naquele encontro de botequim, surgiu a ideia de formar uma associação pela necessidade de se buscar, em conjunto, soluções que viabilizassem a infraestrutura e a segurança dos desfiles que começavam a crescer demais. Não se imaginava, naquele momento, que o Carnaval de rua chegaria aos milhões de foliões. Segurança, organização do trânsito e banheiros químicos eram as maiores necessidades identificadas pelo coletivo.

Pela tradição

A Sebastiana trabalha pelo resgate e pela manutenção da tradição do Carnaval de rua do Rio em suas características originais e primordiais: liberdade de expressão, democracia para todos os foliões, pluralidade e valorização da cultura popular.

Pelo seu trabalho, a Sebastiana tornou-se um importante fórum de discussões das questões diretamente ligadas ao Carnaval de rua e à cidade. Com o crescimento exponencial do número de blocos a partir de meados de 2000, a Sebastiana passou a promover um seminário anual chamado Desenrolando a Serpentina, no qual são debatidos temas como o impacto dos blocos na cidade, liberdade e democracia, ocupação de territórios, pluralidade de ritmos e novas agremiações, papel do poder público e os impactos da regulamentação, entre muitos outros.

A Sebastiana realiza também dois bailes: o Grito da Sebastiana e o Baile À Fantasia, como parte do trabalho de difusão das tradições carnavalescas.

Artistas e amigos se reúnem para ajudar o Maestro Ivan Paulo

Por Redação O maestro Ivan Paulo, aos 79 anos, enfrenta um grave câncer, que atingiu ...

Learn more