Browse By

CasaBloco será lançado no próximo dia 26, Casa França Brasil – Rio de Janeiro

Por Redação

Estamos lançando a CasaBloco que, de 26 de janeiro a 13
de fevereiro, vai reunir blocos e manifestações carnavalescas do Rio,
Salvador, Olinda, Recife e Brasília. A casa abre no próximo dia 26/01
com uma lavagem especial pelos Filhos de Ghandi. Toda a programação
até às 21h será gratuita.

A ideia e desenvolvimento é da Rita
Fernandes, Presidente da Sebastiana, a maior e mais importante
associação de blocos do Rio, que é a diretora geral do projeto. A
sede da Casa Bloco será a Casa França-Brasil.

São dezenas de atrações como Bonecos de Olinda; o Ilê Ayê, bloco
afro da Bahia; o Calango Careta, destaque do Carnaval de Brasília; a
Frevália, projeto de frevo do Recife e ainda Suvaco do Cristo, Simpatia
É Quase Amor, Bloco da Ansiedade, Quizomba, Orquestra Voadora,
Orquestra Imperial, Bola Preta, Cordão do Boitatá, Moacyr Luz, Roberta
Sá, Dorina, Nelson Sargento, Tantinho da Mangueira e muito mais.

A gastronomia, sob a coordenação do Bloco Põe na Quentinha, terá os
chefs  Frederic Monnier (Brasserie Rosário), Flavia Quaresma, Bruno
Magalhães (Botero Bar), Katia e Bianca Barbosa (Aconchego Carioca),
Mariana Rezende e Valéria Rezende (Bar da Frente), Mariana Aleixo
(Maré de Sabores) e Andressa Cabral (Meza Bar).

O Rio de Janeiro, sede do maior Carnaval de rua do País, vai receber,
de 25 de janeiro a 13 de fevereiro, a CasaBloco que vai promover o
intercâmbio entre as principais manifestações culturais do carnaval
brasileiro. Na Casa França-Brasil, sede do projeto, vão acontecer
oficinas, feiras, rodas de samba, encontros de blocos, cortejos, festas,
bailes e muito mais, com atividades ligadas ao universo do Carnaval de
rua. A CasaBloco é uma ideia da jornalista Rita Fernandes, Presidente
da Sebastiana, maior e mais importante associação de blocos do Rio de
Janeiro.

A abertura será no dia 26 de janeiro, sexta-feira, às 10h, com a 1ª
Lavagem da CasaBloco pelos Filhos de Ghandi do Rio de Janeiro. Primeiro
bloco de afoxé do Rio de Janeiro, o Filhos de Gandhi foi criado em
1951, na região conhecida como Pequena África e estará presente com
suas baianas, vocais e charanga. O objetivo é abrir os caminhos, atrair
sorte e boas energias para garantir o sucesso do carnaval e do projeto.

“A ideia da CasaBloco surgiu das nossas vivências no Carnaval de rua
do Rio. Há uma imensidão de manifestações carnavalescas brasileiras
maravilhosas, em Salvador, Recife, Olinda, Rio, São Paulo, Belo
Horizonte…mas elas não conversam entre si. Percebemos que era hora de
fazer algo diferente, que juntasse os principais carnavais do Brasil,
criar laços, promover redes e conexões.  Além disso, buscávamos um
projeto positivo para a cidade do Rio de Janeiro. Será uma troca
inesquecível de experiências”,  destaca Rita Fernandes, idealizadora
do projeto e diretora geral da CasaBloco.
GloboNews

A GloboNews já faz, há quatro anos, a maior e mais completa cobertura do Carnaval de rua do país. E agora estará presente na CasaBloco, mostrando – em parceria com a Tess – a diversidade e a multiplicidade cultural da maior festa popular do Brasil. O canal mostrará, ao vivo, as várias manifestações nacionais que se encontrarão no Rio de Janeiro. Haverá um posto avançado na Orla Conde, onde blocos de outras cidades se encontrarão com os blocos cariocas, em eventos gratuitos ao ar livre. Apresentadores e repórteres marcarão presença na CasaBloco, de onde a GloboNews chamará entradas ao vivo do Carnaval de rua das principais cidades brasileiras.

 

Também haverá ações com o público para ativar o aplicativo ‘Na Rua’, com o qual é possível enviar vídeos, textos e áudios; e também do GloboNews Play, plataforma que permite que os assinantes assistam à programação do canal por celular, computador ou tablet – onde e quando quiserem.

 

Antarctica

“O Rio de Janeiro é a cara de Antarctica e, por isso, fazemos questão de valorizar o Carnaval que é uma das principais manifestações culturais do carioca. Em 2018 vamos apoiar 400 blocos de rua e não poderíamos ficar de fora do CasaBloco, um projeto que mantém viva a tradição dos carnavais do país e de estarmos próximos de nosso público”, afirma Marcelo Camargo, gerente Regional da Ambev no Rio de Janeiro.

 

#vadelata

A campanha #vadelata é um movimento que busca conscientizar os consumidores sobre os benefícios das latinhas, a embalagem mais sustentável, que melhor preserva o sabor da bebida e se adequa aos momentos de diversão, como o carnaval. Na Casa Bloco, a #vadelata é uma das apoiadoras e vai cuidar da gestão dos resíduos recicláveis. Como as latinhas são as embalagens mais recicladas do Brasil – índice de quase 98% – a #vadelata fechou uma parceria com as cooperativas Reciclando para Viver e a Ecoponto, para recolher latas e outros resíduos durante o evento.

 

Oficinas
As quintas-feiras serão voltadas às oficinas e à Feira A Rua É
Nossa, com expositores de fantasias e adereços de Carnaval. As sextas,
além das oficinas e da feira, é dia das rodas de samba. Os sábados
são reservados aos encontros dos blocos cariocas com convidados, festas
com DJs do Rio e de Recife, e outras atrações. Durante o Carnaval a
programação terá cortejos, rodas de samba e bailes de carnaval.

Destaque nessa primeira edição para o encontro do Ilê Aiyê, o mais
antigo bloco afro do carnaval de Salvador, com o Cordão do Boitatá, um
dos principais representantes do movimento de retomada do Carnaval de
rua carioca. E, pela primeira vez, os Bonecos Gigantes de Olinda
desembarcam no Rio, onde serão recebidos pelo bloco de frevo Ansiedade,
fundado por um grupo de pernambucanos que vivem na cidade e vão se
encontrar com o Calango Careta, de Brasília, e a Orquestra Voadora.

O Clube do Samba abre a programação das rodas de samba, no dia 26 de
janeiro, e será comandada pelo Grupo Tempero Carioca e por Didu
Nogueira, com Nelson Sargento e Marienne de Castro como convidados. No
dia 2 de fevereiro, é a vez do Galocantô, com Rodrigo Carvalho, o
Biro, vai homenagear Pablo Gamarra, e tendo como convidado Jorge
Aragão. No dia 09, o Bloco Põe na Quentinha assume o palco com Mackley
Mattos no comando e convidados como Dorina e Moacyr Luz.  No dia 13,
Paulão Sete Cordas comanda a roda Arteiros da Glória/Gloriosa e
convida Tantinho da Mangueira.  A CasaBloco convidou também rodas de
samba tradicionais da Baixada Fluminense, novos talentos que vêm
levando música de qualidade para centenas de pessoas.

Gastronomia
A CasaBloco terá uma Feira Gastrônomica que reunirá alguns dos mais
renomados chefs de cozinha do Rio de Janeiro como Frederic Monnier
(Brasserie Rosário), Flavia Quaresma, Bruno Magalhães (Botero Bar),
Katia e Bianca Barbosa (Aconchego Carioca), Mariana Rezende e Valéria
Rezende (Bar da Frente), Mariana Aleixo (Maré de Sabores) e Andressa
Cabral (Meza Bar). O boteco Pavão Azul, de Copacabana, os restaurantes
do Mercado dos Produtores do UptOwn, da Barra da Tijuca, também marcam
presença na Casa que será o ponto de encontro do Carnaval de rua do
Brasil, em 2018. A coordenação será do Bloco Gastronômico
Carnavalesco Põe na Quentinha, com curadoria de Berg Silva, fotógrafo
especializado em gastronomia.

Funcionamento

A CasaBloco vai funcionar de quinta a domingo. Entre sexta e domingo, a
casa abre em dois períodos, das 10h às 18h e das 21h às 4h da manhã.
O horário é diferente às quintas-feiras, quando acontecem apenas as
oficinas, das 14h às 19h. No Carnaval, a programação será especial e
vai da quinta-feira, dia 08, até a terça-feira, dia 13, com blocos e
bailes de Carnaval.

As atividades diurnas são gratuitas e CasaBloco estará aberta ao
público, com controle de capacidade de público. As atividades
noturnas, após 21 horas quando a CasaBloco reabre, serão pagas e os
ingressos poderão ser adquiridos através do site de compras
ingresso.com.br ou nas bilheterias no próprio local, a preços
populares a partir de R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia).

Zezé Motta lançando o seu recomendado CD “O Samba Mandou Me Chamar”

Por Redação O projeto Quartas Brasileiras completou 3 anos em março e orgulhosamente ...

Learn more
error

Gostou do Portal Sambrasil? Então siga-nos e inscreva-se!